segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Meu "eu"

 
 
 
"Não passam as dores, também não passam as alegrias...
 
Tudo o que nos fez feliz ou infeliz serve pra montar o quebra-cabeça da nossa vida, um quebra-cabeça de cem mil peças. Aquele noite que você não conseguiu parar de chorar, aquele dia que você ficou caminhando sem saber para onde ir, aquele beijo cinematográfico que você recebeu, aquela visita surpresa que ela lhe fez, o parto do seu filho, a bronca do seu pai, a demissão injusta, o acidente que lhe deixou cicatrizes, tudo isso vai, aos pouquinhos, formando quem você é. 
Não há nenhuma peça que não se encaixe.Todas são aproveitáveis.Como são muitas, você pode esquecer de algumas, e a isso chamamos de "passou"...
Não passou!! Está lá dentro, meio perdida, mas quando você menos esperar, ela será necessária para você completar o jogo e se enxergar por inteiro."

sábado, 21 de maio de 2011




Depois de algum tempo, você aprende a diferença, a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas. E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.

E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão. Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam... E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la, por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.

Descobre que se levam anos para se construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante das quais se arrependerá pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher. Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos.

Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos. Aprende que as circunstâncias e os ambientes tem influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto. Aprende que não importa onde já chegou, mas onde está indo, mas se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados.

Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências. Aprende que paciência requer muita prática. Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.

Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.

Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel. Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não o ama, contudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.
Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado. Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás.

Portanto... plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores. E você aprende que realmente pode suportar... que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!"
William Shakespeare

terça-feira, 17 de maio de 2011







Quando tudo parecer caminhar errado, seja você a tentar o primeiro passo certo;
 Se tudo parecer escuro, se nada puder ser visto, acenda você a primeira luz,
traga para a treva, você primeiro, a pequena lâmpada;
Quando todos estiverem chorando,  tente você o primeiro sorriso;
talvez não na forma de lábios sorridentes, mas na de um coração que
compreenda, de braços que confortem;

Se a vida inteira for um imenso não, não pare você na busca do primeiro
sim, ao qual tudo de positivo deverá seguir-se;
Quando ninguém souber coisa alguma, e você  souber um pouquinho,
seja o primeiro a ensinar,  começando por aprender você mesmo,
corrigindo-se a si mesmo;
 Quando alguém estiver angustiado à procura, consulte  bem o que se passa,
talvez seja em busca de você mesmo que este seu irmão esteja;
Daí, portanto, o seu deve ser o primeiro  a aparecer,  o primeiro a mostrar-se,
primeiro que pode ser o único e,  mais sério ainda, talvez o último;
Quando a terra estiver seca,  que sua mão seja a primeira a regá-la;
quando a flor se sufocar na urze e no espinho,
que sua mão seja  a primeira a separar o joio, a arrancar a praga,
a afagar a pétala, a acariciar a flor;
Se a porta estiver fechada, de você venha a primeira chave;
Se o vento sopra frio, que o calor de sua lareira seja a  primeira proteção
e primeiro abrigo.
Se o pão for apenas massa e  não estiver cozido,
seja você o primeiro forno para transformá-lo em alimento.
Não atire a primeira pedra em quem erra.
De acusadores o mundo está cheio; nem, por outro lado, aplauda o erro;
dentro em pouco, a ovação será ensurdecedora;
 Ofereça sua mão primeiro para levantar quem caiu; 
sua atenção primeiro para  aquele que foi esquecido;
 Seja você o primeiro para aquele que não tem ninguém;
 Quando tudo for espinho, atire a primeira flor;
seja o primeiro a mostrar que há  caminho de volta,
 compreendendo que o perdão regenera,
que a  compreensão edifica,  que o auxílio possibilita,
 que o entendimento reconstrói.
 Atire você, quando tudo for pedra,
a primeira e decisiva flor.

domingo, 1 de maio de 2011

O Toque nas Estrelas



Este Anjo é o Espírito de Aventura  e lhe diz:
"Seja corajoso e forças poderosas virão em seu auxílio"
Sim! Você consegue!
Ele o ajudará a se erguer sem o medo da rejeição e irá apoiá-lo
quando você se arriscar revelar quem você realmente é.
Ele lhe dará coragem para expressar os seus pensamentos e os seus
sentimentos livremente na medida em que você
compartilha a dádiva do amor.

Anjo do Toque nas Estrelas.
Por sua atitude ele manifesta bravamente a mudança.
Ele o desafia a agir como você pensa e a ousar sonhar.
Ele lhe oferece a escolha de viver seus sonhos.
Este Anjo é o Espírito de Aventura
e lhe diz:
"Seja corajoso e forças poderosas virão em seu auxílio"
Sim! Você consegue!
Ele o ajudará a se erguer sem o medo da rejeição e irá apoiá-lo
quando você se arriscar revelar quem você realmente é.
Ele lhe dará coragem para expressar os seus pensamentos e os seus
sentimentos livremente na medida em que você
compartilha a dádiva do amor.

Ele é o Anjo do Toque nas Estrelas.
Por sua atitude ele manifesta bravamente a mudança.
Ele o desafia a agir como você pensa e a ousar sonhar.
Ele lhe oferece a escolha de viver seus sonhos.
Espírito de Aventura
Ele lhe dará apoio quando você atingir as estrelas,  quando cruzar novas fronteiras e alcançar as grandes atitudes da consciência, da paz e da iluminação aqui mesmo na Terra.
O Anjo do Toque nas Estrelas
lhe dá a chance de tornar tudo diferente,
de romper com o mundano e renascer.
Ele o ajudará a ser tudo o que você deve ser,
iluminando a sua sabedoria interior,
tornando
possível !

quinta-feira, 28 de abril de 2011

A dor da perda...


É um caminho inevitável.  
Não porque é uma fatalidade do destino,  mas porque faz parte da vida. E cada um de nós vive, mesmo se de maneira dolorosa igual, de um jeito diferente as diferentes perdas pelas quais temos que atravessar.
A pior de todas, é quando alguém que a gente ama morre. Esse é um sentimento de perda irreparável. Um amigo não vale pelo outro, um irmão não vale pelo outro e nada no mundo poderá substituir nossos pais.  
Tenho uma amiga sábia que diz que “nunca somos velhos o suficiente para ficarmos órfãos”.
E com isso tudo, o que é preciso mesmo é que aprendamos  o sentimento de aceitação. Não passiva, de se deixar levar.  
Mas aquela de quando se sabe que vai se viver o inevitável, de viver isso da melhor maneira possível.  Nenhum de nós está preparado pra isso, mas sabemos que é a vida.
 É preciso oferecer flores enquanto se pode vê-las e senti-las.  Se você gosta de alguém, diga, demonstre. Nem todo mundo sabe adivinhar.
Transforme em gestos e palavras tudo aquilo que se passa no seu coração. Vive muito melhor dor de perda quem sabe que fez a sua parte. 
Ainda vai doer, mas de maneira bem diferente.
`cada dia que passa, sua presença fica mais forte dentro de mim, minha estrelinha`.
Temos todos, um dia ou outro, de uma forma ou de outra  (e geralmente de várias formas mesmo), que viver isso.

segunda-feira, 25 de abril de 2011

A paciência é uma virtude que poucas pessoas têm.

Na maioria das vezes, não se contentam com as coisas, no momento em que se nos apresentam, pondo-se a maldizer tudo e a todos, exigindo dos outros aquilo que não pratica.

A paciência é, acima de tudo, sabedoria, é esperar o momento certo de fazer ou de dizer as coisas, sem criar nenhum tipo de rejeição.

É a serenidade, diante das dificuldades, impedindo que ações mal pensadas sejam externadas. Não é subserviência, é cautela, é saber esperar a oportunidade exata… é ter a calma necessária…

A paciência é um Dom Divino…
Felizes aqueles que a usam com sabedoria.

A paciência é a certeza do que se quer, se busca, se espera…
Não adianta ficar impaciente, isto só irá aumentar o sofrimento, angústia, a agonia, o desespero… e tudo isso faz com que a pessoa se perca em meio aos seus próprios objetivos.

Não se desespere diante das dificuldades… mantenha-se calmamente, ainda que grande seja a dor e o sofrimento interminável. Espere. Espere.

Não tenha pressa… nada acontece por acaso…
Tudo tem seu tempo certo.

De nada adianta apavorar-se, desatinar-se…
Isto fará com que você tome uma decisão que talvez, mais tarde, poderá lhe custar muito.

Não queira resolver tudo ao mesmo tempo… dedique-se um pouco a organizar as coisas à sua volta… isto facilitará a sua vida e a dos outros e tornará melhor o seu dia a dia, o convívio com os outros, onde quer que você esteja.

É devagar que se vai ao longe…
Toda grande caminhada começa com o primeiro passo.

 PACIÊNCIA…

quinta-feira, 21 de abril de 2011

É tempo de renascimento...


Páscoa significa renascimento, renascer.
Desejo que neste dia, em que nós cristãos,
comemoramos o seu renascimento para a vida eterna,
possamos renascer também em nossos corações.
Que neste momento tão especial de reflexão
possamos lembrar daqueles que estão aflitos e sem esperanças.
Possamos fazer uma prece por aqueles que já não o fazem mais,
porque perderam a fé em um novo recomeçar,
pois esqueceram que a vida é um eterno ressurgir.
Não nos deixe esquecer
que mesmo nos momentos mais difíceis do nosso caminho,
tú estás conosco em nossos corações,
porque mesmo que já tenhamos esquecido de ti,
você jamais o faz.
Esquecem de ti e do teu sacrificio
Quando agridem seu irmão,
Quando ignoram aqueles que passam fome,
Quando ignoram os que sofrem a dor da perda e da separação,
Quando usam a força do poder para dominar e maltratar o próximo,
Quando não lembram que uma palavra de carinho, um sorriso,
um afago, um gesto podem fazer o mundo melhor.
Conceda-me a graça de ser menos egoísta,
e mais solidário para com aqueles que precisam.
Que jamais esqueça de ti e de que sempre estarás comigo
não importa quão difícil seja meu caminhar.
Obrigado Senhor,
Pelo muito que tenho e pelo pouco que possa vir a ter.
Por minha vida e por minha alma imortal.

Feliz pascoa à todos!

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Sentimentos Calados


Sinto-me como uma flor
Que deseja desabrochar
Mas a primavera insiste em demorar.
Uma palavra deseja sair de minha boca
Mas milhares de mãos a calam.
Sinto desejo de dar um passo
Para um caminho melhor,
Mas o medo me acorrenta,
E na dúvida não dou um passo sequer.
Desejo escrever meus pensamentos
Mas não encontro folha e caneta,
E logo eles fogem de mim.
Sinto a inspiração,
Mas ouço tantos ruídos
Que a emoção se fecha e a 
Inspiração logo se despede.
Desejo beijar o amor, abraçar a felicidade... 
Mas aqui agora,
Apenas posso abraçar a noite e beijar a esperança...
Esperança de algum dia poder
Dizer as palavras guardadas no fundo da minha alma,
Poder escrever o que os pensamentos dizerem,
Poder sentir que realmente sou ouvida,
E que meus sentimentos não estão mais calados. 

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Somos responsáveis



Somos responsáveis pelos nossos conflitos, pois os criamos apenas para atingir a experiência e compreensão da harmonia, da paz, da felicidade.
Sabemos desde o princípio que é uma guerra perdida, mas insistimos. A única saída que nos damos, dentro dessa luta absurda é a aceitação e a entrega.
Transformamos e somos transformados todo o tempo. Somente quando o impulso natural em direção ao afeto é obstruído ou bloqueado que se desencadeiam sentimentos negativos como a frustração, seguida da raiva.

O coração se abre quando o lixo é retirado. É a partir desse fato que chego à conclusão que nossa natureza é primeiramente bondosa e amorosa.

Temos também que aprender a escolher diferenciar a fantasia da realidade. Devemos experimentar a independência do ego, sem medo de se desmanchar. Isso requer aceitação. Aceitação dos nossos limites, nossas raízes, nossa luz e nossa sombra e determinação para mudar.
Vivemos em guerra com nosso ego. Separando-o do Universo e da vida, permitimos que ele nos domine, esquecemos que esse mesmo ego foi construído por nossos anseios infantis. Mas percebo que muitas vezes é bastante interessante deixar nosso desejo de lado e permitir que nossa vida viva por si mesma.

Quem não conhece aquela maravilhosa frase de Cristo, que diz: "Faça tua parte e eu farei a minha". Pare um pouco e reflita sobre esta frase. Fazemos nossa parte, mas qual é o momento exato de deixarmos o Universo agir por si mesmo, deixar que se cumpra o nosso destino? Você já tentou entregar um momento de total impotência nas mãos de Deus? Conseguiu?

É muito, muito difícil. Requer atenção e treinamento. É o verdadeiro exercício da fé. Sim, porque a fé só se desenvolve exercitando-a diariamente, a cada minuto, todo o tempo.

Como complicamos tudo, não é verdade? Seria tão mais fácil simplesmente viver e deixar viver. Por que será que nunca conseguimos simplificar?

Se formos sensatos, tentaremos aprender um pouco com a sabedoria e construiremos um modo de vida mais completo, possam unidos solucionar os conflitos que todos nós, humanos, trazemos em nossos corações.

sábado, 16 de abril de 2011


Se a tristeza tomou conta de você no dia de hoje, silencie.
Se pessoas falaram de ti e se te julgaram, silencie.
Se a magoa te faz chorar, silencie.
Saiba que Deus tudo vê, nada escapa de seus olhos.
Pois Ele conhece o coração dos maus e bons.
Eu sei que dói, ainda mais quando são pessoas próximas de ti.
Há horas em nossa vida que somos tomados por uma enorme sensação de inutilidade, de vazio. Questionamos o porquê de nossa existência e nada parece fazer sentido. Concentramos nossa atenção no lado mais cruel da vida, aquele que é implacável e a todos afeta indistintamente: As perdas do ser humano.
Perdemos o direito de poder chorar bem alto, aos gritos mesmo, quando algo nos é tomado contra a vontade. Perdemos o direito de dizer absolutamente tudo que nos passa pela cabeça sem medo de causar melindres.
Não podemos deixar pra fazer algo quando estivermos morrendo. Afinal, quem nos garante que haverá mesmo um renascer, exceto aquele que se faz em vida, pelo perdão a si próprio, pelo compreender que as perdas fazem parte, mas que apesar delas, o sol continua brilhando e felizmente chove de vez em quando, que a primavera sempre chega após o inverno, que necessita do outono que o antecede.

'Mas nunca ninguém nos ensinou e nunca aprenderemos como reagir diante da " SAUDADE. Fica com Deus minha Estrelinha,estarei sempre ao seu lado'.

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Era uma vez...




Era uma vez uma ilha,onde viviam todos os sentimentos e os valores dos homens:

O Bom humor, a Tristeza,o Saber...assim como todos os outros,inclusive o Amor.
Um dia foi anunciado aos sentimentos que a ilha estava para afundar,então preparam todas as suas embarcações e partiram,só o Amor  quis esperar até o ultimo momento.
Quando a ilha chegou ao ponto de afundar,o Amor decidiu pedir ajuda.
A Riqueza passou perto do Amor em um barco luxosissimo e o Amor perguntou:
-Riqueza pode me levar com você?
-Não posso tenho muito ouro e prata em meu barco e não tem lugar para você!
O Amor decide agora perguntar para o Orgulho que estava em um magnífico veleiro:
-Orgulho, te peço, pode me levar com você?
-"Não posso te ajudar, Amor..."Aqui está tudo perfeito...Você poderia estragar o meu barco.
Agora o Amor pediu a Tristeza que passara por perto:
-Tristeza, te peço,deixe-me ir com você?
Respondeu a tristeza:
-"O Amor... Estou tão triste que necessito de ficar sozinha."
Também passou o Bom Humor do lado do Amor,mas não estava tão contente que nem sentiu que estavam chamando...
De repente uma voz disse:
-Venha Amor te levo comigo...
Era um velho que havia falado.
O Amor se sentiu tão reconhecido e pleno de contentamento que até se esqueceu de perguntar o nome do velho.
Quando chegaram em terra firme,o velho se foi.
O Amor se deu conta e perguntou ao Saber:
-Saber, pode me dizer quem me ajudou?
-Sim, foi o Tempo.
-O Tempo?Indagou o Amor.
-Mas porque o Tempo me ajudou?
O Saber de plena sabedoria respondeu:
-Porque só o Tempo é capaz de compreender o tanto que o Amor é importante na Vida!

Moral: "Dê valor não para o "que" você tem na vida,mas sim , dê valor a"quem" você tem na vida."

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Estrelinha



Pra quem acredita em fadas,
bruxas, gnomos, natureza
e todas as coisas mágicas
que muita gente não consegue ver.


Pra quem sabe brincar
com chuva, sol, vento e nuvem,
que tem preguiça de tomar banho,
mas nunca tem de correr.


Pra quem gosta de bolha de sabão,
bichos que falam,
brincar de susto e de esconder.


Pra quem tem asas
no pensamento e faz perguntas
que ninguém sabe responder...
.
.
Helena Chiarello
.
 ( http://koisadecrianca.blogspot.com/ )


Hoje um anjo pousou

Hoje um anjo pousou
em meus olhos:
eu caminhava,
e de repente,
tudo ficou
tão leve e alado,
havia em todos,
nas ruas e nas casas,
um desejo de querer bem,
de repartir o pão,
de inventar jardins
e gestos delicados.
Todos amavam todos
numa ciranda infinita,
que dava a volta no mundo
fazendo um anel de luz.


Roseana Murauy

Por- Ajahn Chah



Nossas vidas são como a respiração, como as folhas que crescem e caem. Quando realmente entendermos sobre as folhas que caem, seremos capazes de varrer os caminhos todos os dias e nos alegrar com nossas vidas neste mundo mutável.

Ajahn Chah

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Quando o desânimo toma conta

Deveríamos todos parecer flores...
A própria imagem da vida, abertos, esperançosos,sorridentes, muito sorridentes aos passantes.
Só que a vida é um lutar constante.
Quando chegamos prontos para a batalha,não sabemos ainda como serão as lutas,o que vão exigir, o que vão tomar de nós.
E é assim em várias aréas de nossas vidas.O lutar nos cansa.
As respostas que tardam a vir, nos cansam. As esperanças prorrogadas no  nosso dia-a-dia podem tornar-se cansativas.
A fadiga chega, e o desanimo se apossa de nós, e, tira nossas forças.
A fadiga piscólogica é muito mais perigosa do que qualquer outra que venha tomar conta de nós.
Não basta um descanso, ou, uns dias de férias. Se fosse assim, muitos dos nossos problemas seriam resolvidos.
Quando nos deparamos com uma situação em que não vemos saída é inútil contirnuar se debatendo, isso só vai aumentar o desânimo. É preciso em certos momentos deixar-se abandonar, não para desistir, mas para recuperar forças, olhar com objetividade,dar-se a ocasião de reconhecer-se fragilizado e humano e, por isso mesmo igual a todo mundo.
Há os que perdem a coragem e a vontade de lutar, mas ainda nunca conheci alguém que nunca tenha tido um momento,nem que seja um momento de desanimo.
E não é errado.
É apenas nosso ponto de limite, e isso é muito individual, por isso nada de comparações.
Ninguém é melhor do que ninguém porque parece mais forte e resistente, as pessoas são apenas diferentes.
Jesus chorou,mas não desistiu de Jerusalém.
Ele pediu para que o calice fosse passado,mas carregou a cruz e foi pregado nela.
Que as lagrimas venham, venham sim!
E que venham o tempo de estia!
Mas que não morremos de fraqueza. Quantas e quantas vezes é suficiente levantar um pouco os olhos para ver que as soluções estavam ao nosso alcance, e agente que estava cansados demais para procurar direito.

sábado, 9 de abril de 2011

Que eu não perca o OTIMISMO, mesmo
sabendo que o futuro
poderá não ser tão alegre...
Que eu não perca a VONTADE DE
VIVER
, mesmo sabendo que a vida é,
em muitos momentos, dolorosa...

Que eu não perca os
GRANDES AMIGOS
, mesmo sabendo
que, com as voltas do mundo, eles
podem acabar indo embora de
nossas vidas...

Que eu não perca a vontade de AJUDAR
AS PESSOAS
, mesmo sabendo que
muitas delas são incapazes de ver,
reconhecer ou retribuir...

Que eu não perca o EQUILÍBRIO,
mesmo sabendo que inúmeras
forças querem que eu caia...
Que eu não perca a VONTADE
DE AMAR
, mesmo sabendo que as
pessoas que eu amo podem
não sentir o mesmo sentimento
por mim...

Que eu não perca a LUZ E O BRILHO
NO OLHAR
, mesmo sabendo que
muitas coisas que verei no mundo
poderão escurecer meus olhos...
Que eu não perca a GARRA, mesmo
sabendo que a derrota e a perda são
dois adversários extremamente
perigosos...

Que eu não perca a RAZÃO, mesmo
sabendo que as tentações da vida
são inúmeras e deliciosas...

Que eu não perca o SENTIMENTO
DE JUSTIÇA
, mesmo correndo o risco de ser o prejudicado...
Que eu não perca a vontade de SER
GRANDE
, mesmo sabendo que o
mundo é pequeno...
E que um pequeno grão de alegria e
esperança dentro de cada um de nós  é
capaz de mudar e transformar
qualquer coisa, pois...
A VIDA É CONSTRUÍDA NOS SONHOS
  E CONCRETIZADA NO AMOR!

'Chico Xavier'

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Homenagem às crianças da tragédia no RJ


                                    "A morte não é nada".
  Eu somente passei para o outro lado do Caminho.

 Eu sou eu, vocês são vocês. O que eu era para vocês, eu continuarei sendo.

Me dêem o nome que vocês sempre me deram, falem comigo como vocês sempre fizeram.

Vocês continuam vivendo no mundo das criaturas, eu estou vivendo no mundo do Criador.Não utilizem um tom solene ou triste, continuem a rir daquilo que nos fazia rir juntos.

Rezem, sorriam, pensem em mim.
Rezem por mim.

Que meu nome seja pronunciado, como sempre foi, sem ênfase de nenhum tipo.
Sem nenhum traço de sombra ou tristeza.

A vida significa tudo 
o que ela sempre significou, o fio não foi cortado.
Porque eu estaria fora de seus pensamentos,agora que estou apenas fora de suas vistas?

 Eu não estou longe, apenas estou do outro lado do Caminho...


"Os violentos terminam por exterminarem-se uns contra os outros ou cada qual por si mesmo.
A atitude de paz resolve qualquer situação beligerante, se o amor comandar os contendores.
Toda reação, para cessar, deve ter sustada a causa que a desencadeia.
Se esta é a violência, somente o seu antídoto, a prudência, conseguirá fazê-la passar. Uma pessoa pacífica acalma outra, as duas alteram o comportamento de um grupo, este pode modificar a comunidade, e, assim, por diante.
Faça a tua parte, vencendo a violência".

   Muitos sabem falar de Deus. Alguns até sabem falar com Deus. Mas quase ninguém sabe calar perante Deus para que Deus possa lhe falar.
 Que Deus possa dar todo conforto e força para todas as famílias das crianças do massacre no RJ. Amém.
 

quinta-feira, 7 de abril de 2011

A vida de cada um de nós pode ser comparada à conquista de uma montanha. Assim como a vida, ela possui altos e baixos. Para ser conquistada, deve merecer detalhada observação, a fim de que a chegada ao topo se dê com sucesso.
Todo alpinista sabe que deve ter equipamento apropriado. Quanto mais alta a montanha, maiores os cuidados e mais detalhados os preparativos.
No momento da escalada, o início parece ser fácil. Quanto mais subimos, mais árduo vai se tornando o caminho.Chegando a uma primeira etapa, necessitamos de toda a força para prosseguir. O importante é perseguir o ideal: chegar ao topo.
À medida que subimos, o panorama que se descortina é maravilhoso. As paisagens se desdobram à vista, mostrando-nos o verde intenso das árvores, as rochas pontiagudas desafiando o céu. Lá embaixo, as casas dos homens tão pequenas…
É dali, do alto, que percebemos que os nossos problemas, aqueles que já foram superados, são do tamanho daquelas casinhas.Pode acontecer que um pequeno descuido nos faça perder o equilíbrio e rolamos montanha abaixo. Batemos com violência em algum arbusto e podemos ficar presos na frincha de uma pedra.
É aí que precisamos de um amigo para nos auxiliar. Podemos estar machucados, feridos ao ponto de não conseguir, por nós mesmos, sair do lugar. O amigo vem e nos cura os ferimentos.Estende-nos as mãos, puxa-nos e nos auxilia a recomeçar a escalada. Os pés e as mãos vão se firmando, a corda nos prende ao amigo que nos puxa para a subida. Na longa jornada, os espaços acima vão sendo conquistados dia a dia.
Por vezes, o ar parece tão rarefeito que sentimos dificuldade para respirar. O que nos salva é o equipamento certo para este momento.Depois vêm as tempestades de neve, os ventos gélidos que são os problemas e as dificuldades que ainda não superamos.
Se escorregamos numa ladeira de incertezas, podemos usar as nossas habilidades para parar e voltar de novo. Se caímos num buraco de falsidade de alguém que estava coberto de neve, sabemos a técnica para nos levantar sem torcer o pé e sem machucar quem esteja por perto.
Para a escalada da montanha da vida, é preciso aprender a subir e descer, cair e levantar, mas voltar sempre com a mesma coragem.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Os velhos hábitos



A gente se acostuma, mas não deveria...
A gente se acostuma a morar em apartamentos de fundos e não ver outra vista que não as janelas ao redor.
E, porque, não tem vista, logo se acostuma a ascender mais cedo as luzes.
E, a medida que se acostuma, esquece o SOL, esquece a amplidão.
A gente se acostuma a sorrir para as pessoas, sem receber um sorriso de volta.
A ser ignorado, quando precisa tanto ser visto.
A gente se acostuma demais as coisas para não sofrer.
Em doses pequenas,tentando não perceber, a gente vai afastando uma dor aqui, um ressentimento acolá.
A gente se acostuma a não ralar na aspereza para preservar a pele.
Se acostuma para evitar feridas e sangramentos. Para esquivar-se da faca, e polpar o peito.
A gente se acostuma para poupar a vida, que aos poucos se gasta, de tanto se acostumar e se perder em si mesma.
Que nós nos disponhamos a correr alguns riscos,principalmente aqueles que , apesar das dores,nos tornem maiores, mais competentes,e, acima de tudo, mais humanos.
Que aconteça assim!

sábado, 2 de abril de 2011

A borboleta e o cavalinho



Esta é a história de duas criaturas de Deus, que viviam numa distante floresta , há muitos anos atrás.
Na verdade, não tinham praticamente nada em comum, mas em certo momento de suas vidas, aproximaram-se e criaram um elo.
A borboleta era livre, voava por todos os cantos da floresta, enfeitando a paisagem. Já o cavalinho, tinha grandes limitações, não era bicho solto que pudesse viver entregue a natureza. Nele, certa vez, foi colocado um cabresto por alguém que visitou a floresta, e a partir daí sua liberdade foi cerceada.
A borboleta no entanto, embora tivesse a amizade de muitos outros animais e a liberdade de voar por toda a floresta, gostava de fazer companhia ao cavalinho, agradava-lhe ficar ao seu lado e não era por pena, era por companheirismo, afeição, dedicação e carinho.
Assim, todos os dias, ia visitá-lo e lá chegando levava sempre um coice, depois então um sorriso.
Entre um e outro, ela optava por esquecer o coice e guardar dentro de seu coração, o sorriso.
Sempre o cavalinho insistia com a borboleta que lhe ajudasse a carregar o seu cabresto, por causa do seu enorme peso. Ela, muito carinhosamente, tentava de todas as formas ajudá-lo, mas isso nem sempre era possível, por ser ela uma criaturinha tão frágil.
Os anos se passaram e numa manhã de verão a borboleta não apareceu para visitar o seu companheiro. Ele nem percebeu, preocupado que ainda estava em se livrar do cabresto.
Vieram outras manhãs, até que chegou o inverno e o cavalinho sentiu-se só e finalmente percebeu a ausência da borboleta.
Resolveu então, sair do seu canto e procurar por ela. Caminhou por toda a floresta a observar cada cantinho, onde ela poderia ter se escondido e não a encontrou. Cansado deitou-se embaixo de uma árvore. Logo em seguida, um elefante se aproximou e lhe perguntou quem era ele e o que fazia por alí.
- Eu sou o cavalinho do cabresto e estou a procura de uma borboleta que sumiu.
- Ah, é você então, o famoso cavalinho?
- Famoso, eu?
- É que eu tive uma grande amiga que me disse que também era sua amiga, e falava muito bem de você. Mas afinal, qual borboleta voc~e está procurando?
- É uma borboleta colorida, alegre, que sobrevoava a floresta todos os dias visitando todos os animais amigos.
- Nossa, mas era justamente dela que eu estava falando. Não ficou sabendo?
Ela morreu e já faz muito tempo.
- Morreu? Como foi isso?
- Dizem que ela conhecia aqui na floresta um cavalinho, assim como você e todos os dias quando ela ia visitá-lo, ele dava-lhe um coice.
Ela sempre voltava com marcas horríveis e todos perguntavam a ela quem havia feito aquilo, mas ela jamais contou à ninguém.Insistíamos muito para saber quem era o autor daquela malvadeza e ela respondia que só ia falar das visitas boas que tinha feito naquela manhã e era aí que ela falava com a maior alegria de você.
Nesse momento o cavalinho já estava derramando muitas lágrimas de tristeza e de arrependimento.
- Não chore meu amigo, sei o quanto você deve estar sofrendo. Ela sempre me disse que você era um grande amigo, mas entenda, foram tantos os coices que ela recebeu desse outro cavalinho, que ela acabou perdendo as asinhas, depois ficou muito doente, triste, sucumbiu e morreu.
- E ela não mandou me chamar nos seus últimos dias?
- Não, todos os animais da floresta quiseram lhe avisar, mas ela disse o seguinte:
" Não perturbem meu amigo com coisas pequenas, ele tem um grande problema, que eu nunca pude ajudá-lo a resolver. Carrega em seu dorso um cabresto, então será cansativo demais para ele vir até aqui."

Você pode até aceitar os coices quelhe derem, quando eles vierem acompanhados de beijos, mas em algum momento da sua vida, as feridas que eles vão lhe causar, não serão mais possíveis de serem cicatrizadas.
Quanto ao cabresto, não culpe ninguém por isto, afinal, muitas vezes foi você mesmo que o colocou no seu dorso, ou permitiu que fosse colocado.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Curando relacionamentos.


              Curar nossos relacionamentos é a nossa própria escolha, já que na verdade não são os outros que estamos perdoando realmente.
São apenas nossas próprias atitudes e julgamentos a respeito deles que precisam ser perdoados. São os nossos pensamentos e julgamentos hoje, e não mais a outra pessoa, que nos causam dor no presente.
           E já que estes pensamentos e julgamentos são nossos, apenas nossos, somos nós que precisamos nos empenhar em perdoar, em mudar nossa mente e nos libertar das queixas do passadas.
         È possível curar todos os relacionamentos?
             SIM!
         È possível curar não apenas alguns, mas todos os nossos relacionamentos.
        Podemos fazê-lo desistindo de qualquer forma preconcebida, ou dos roteiros mentais que tenhamos escrito sobre os outros. Reconhecendo que não somos vítimas dos nossos relacionamentos  e, sim participantes deles. Optando por ver os outros como seres que nos amam ou, caso os percebamos como nossos agressores, optando por vê-los como seres cheios de medo que clamam por amor.
        Lembrando que aquilo que percebemos nos outros e no mundo exterior é uma projeção dos pensamentos- positivos e negativos- contidos em nossa mente. Tornando-se  "buscadores de amor" em vez de "buscadores de defeitos".
       Podemos começar a reconhecer que a  cura de nossos relacionamentos está diretamente ligada à Cura das Atitudes que estamos conservando em nossa mente a respeito desses relacionamentos.
     Afirmações:
1- Escolho curar meu relacionamento comigo mesmo deixando que o hábito de julgar a mim mesmo se vá.
2-Escolho unir-me aos outros, em vez de separar deles, abandonando meus julgamentos sobre eles.
3-As palavras que escolho em minhas comunicações sempre determinam se minha intenção é unir ou separar.
4-Hoje, escolho  lembrar-me de que realmente eu mereço o direito de ser feliz.
5- Escolho lembrar que o que realmente conta nos meus relacionamentos não é quanto eufaço ou  digo...mas sim com quanto amor eu faço ou digo.
6-Hoje, eu escolho desistir de me sentir uma vítima dos meus relacionamentos e assumirei a responsabilidade por minha vida.
7-Sempre que ficar preso no passado ou no futuro,escolherei lembrar-me de que o amor só pode ser vivenciado no presente.
8- Posso optar pelo amor, em vez pelo o medo, em todos os meus relacionamentos.
       Por fim, lembra-se: "O inimigo não está à nossa frente, mas dentro de nós. Defesas refletem apenas feridas. Ataques são gritos por amor. Relacionamentos são oportunidades de saber quem somos e de evoluir cada vez mais". (UCEM)